El Calafate

Navegar por icebergs, contemplar enormes geleiras e trekking no gelo.


Detentora de algumas das mais belas, imponentes e isoladas paisagens do Mundo, a Patagônia Argentina está localizada na região mais austral da América do Sulo ocupando quase um terço do território da Argentina. Na região de El Calafate concentra-se a maior quantidade de glaciares e intensa vida natural. A cidade se desenvolveu intensamente para a atividade turística oferecendo boa infraestrutura gastronômica e de hotelaria. Para planejar bem a sua viagem, disponibilizamos diversas informações importantes sobre atrativos turísticos, hotéis, restaurantes e compras.

 

Melhor época para visitar: De outubro a maio, as temperaturas são mais amenas e perfeitas para caminhadas e visitas aos parques da região. Nos meses de junho e julho, em pleno inverno, o frio é intenso com ventos fortes e dias mais curtos.

Sites Oficias: www.elcalafate.gov.ar, www.calafate.com

 








Sobre o Destino


Encravada na Patagônia argentina a 2.750 quilômetros de Buenos Aires, a cidade de El Calafate é a base para se descobrir algumas das paisagens mais impressionantes da Patagônia, mesclando uma surpreendente diversidade de ambientes e paisagens, passando por colinas áridas, estepes, picos nevados, lagos azuis e geleiras majestosas e monumentais.

Cordilheira dos Andes
Lago Argentino - Brazo Rico
Carancho (Caracara plancus) - Cerro Fitz Roy ao fundo
Zorro colorado (Dusicyon culpaeus) - Mirante Lago Argentino
Estepe Patagônica e Lago Argentino
Estepe Patagônica
Estepe Patagônica, Lago Argentino e Cordilheira dos Andes
Lago Argentino
Lago Argentino

 

Localizada entre o Lago Argentino e a Cordilheira dos Andes, sua paisagem é composta principalmente pela Estepe Patagônica com a cidade cercada por montanhas rochosas e lagos azul turquesa. A arquitetura é bem peculiar, a paisagem urbana é composta por construções no estilo patagônico, com telhados de duas águas, paredes coloridas, utilização abundante de pedra e madeira como estruturas e grandes aberturas que permitem desfrutar da paisagem. No setor mais antigo da cidade, pode-se observar as primeiras casas construídas com materiais locais, marcando a vida e o cotidiano dos primeiros colonos que se instalaram em El Calafate, cuja principal dedicação era a pecuária.

El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate - Arquitetura em estilo patagônico
El Calafate
El Calafate - Placa de Entrada - Ruta Provincial 11
El Calafate - Placa de Boas Vindas - Av. del Libertador General San Martín

 

A cidade apresenta uma grande quantidade de árvores em suas ruas centrais, predominantemente Alamos e Pinheiros, que funcionam como protetores naturais contra os ventos fortes e também como cercas vivas protegendo algumas áreas onde há cultivo de frutos. Devido à localização geográfica, altitude e às condições climáticas da região, no outono a cidade ganha um colorido dourado com a mudança de cores das folhas de árvores e plantas e, na primavera, é abundante o florescimento de diversas espécies trazendo um colorido especial para a paisagem.

A cidade oferece boa estrutura hoteleira, diversos restaurantes com ótima gastronomia, muitas lojinhas para compras de artesanato, roupas de inverno e artigos locais, além de ótimas opções de turismo. Possui um clima frio e seco, com média anual de 7ºC, no verão apresenta temperaturas máximas em torno de 19ºC e no inverno temperaturas mínimas em torno de de -2ºC.

Álamos (Populus nigra)
Álamos (Populus nigra)
Álamos (Populus nigra)
Álamos (Populus nigra)
Plátanos (Platanus sp)
Plátanos (Platanus sp)
Pinheiro (Pinus sp)
Av. del Libertador General San Martin
Álamos (Populus nigra) com coloração outonal
Quebra-ventos feitos com álamos (Populus nigra).
Lagoa congelada no inverno

 

Sua principal atividade econômica atualmente é o turismo. Fundada em 7 de dezembro de 1927, o desenvolvimento da região ocorreu principalmente a partir da década de 40, alguns anos após o estabelecimento do Parque Nacional Los Glaciares, situado a aproximadamente 70km do centro da cidade. Esta pequena cidade recebe turistas do mundo inteiro, principalmente para conhecer o principal símbolo natural da região, o Glaciar Perito Moreno. A cidade também é ponto de partida para explorar outros destinos na região, como El Chaltén, Capital Nacional do Trekking na Argentina, e o Parque Nacional Torres del Paine, pertencente à patagônia Chilena.

Glaciar Perito Moreno
El Chaltén

O nome El Calafate se deve a um arbusto de mesmo nome, o calafate (Berberis microphylla), típico no sul da patagônia argentina, encontrava-se a em frente a uma das casas mais antigas do povoado. Este arbusto apresenta flores amarelas na primavera e no verão produz pequenos frutos muito utilizados na gastronomia para a produção de doces, licores e geleias. Segundo a tradição, “quem come calafate, sempre regressa para a Patagônia”.

Arbusto de Calafate (Berberis microphylla)
Frutos de Calafate (Berberis microphylla)
Frutos de Calafate (Berberis microphylla)
Chá de Calafate
Geleia de Calafate
Alfajores de Calafate
Sorvete de Calafate e Chocolate
Licor de Calafate

 

Fundado em 1937 e declarado patrimônio da humanidade em 1981, o Parque Nacional Los Glaciares possui extensão de 725 mil hectares e é nele que estão localizados os glaciares Perito Moreno, Upsala, O’nelli, Viedma e Spegazzinni.

Além dos passeios pelas passarelas, que permitem a contemplação do Glaciar Perito Moreno sob diversos pontos de visão, pode-se realizar o trekking no gelo ou ainda tours em um cruzeiro pelos glaciares, conhecendo outras belezas da região e visitando a Baía Onelli.

Nos arredores do Lago Argentino, é possível desfrutar de uma grande variedade de atividades, entre elas visitas às estâncias turísticas, travessias em veículos 4×4 pelos Montes Frías e Huyliche, cavalgadas pela estepe patagônica, excursões em reservas ecológicas e sítios arqueológicos e atividades de esqui pela Baía do Lago Argentino, cujas águas ficam congeladas durante a temporada de inverno.

Passarelas - Glaciar Perito Moreno
Ice Trekking - Big Ice - Glaciar Perito Moreno
Navegação - Lago Argentino - Brazo Rico
Estâncias
Estâncias
Sítio Arqueológico - Cuevas de Walichu

 

Na região, habitam exemplos extraordinários da fauna como o zorrino patagónico (Conepatus humboldtii), o zorro gris (Dusicyon griséus), o huemul (Hippocanelus bisulcus), o guanaco (Lama guanicoe), a águila mora (Geranoaetus melanoleucus), os patos de torrente (Merganetta armata), entre outros, possibilitando várias vezes o encontro com alguns destes animais.

Zorro colorado (Dusicyon culpaeus)
Zorro gris (Dusicyon griseus)
Águila mora (Geranoaetus melanoleucus)
Guanacos (Lama guanicoe)
Condor Andino (Vultur gryphus)
Gorrion comun (Passer domesticus)
Gorrion comun (Passer domesticus)
Carancho (Caracara plancus)
Carancho (Caracara plancus)
Quetro volador (Tachayeres patachonicus)
Carpintero gigante (Campephilus megellanicus)
Carpintero gigante (Campephilus megellanicus)

 

A cidade conta com os principais equipamentos urbanos necessários ao turista. Seu comércio está concentrado principalmente na rua principal, a avenida del Libertador Gral. San Martín, facilmente reconhecida por seu canteiro arborizado com pinheiros atravessando toda a região central. Há lojas de souvenires, bancos, mercados e restaurantes, conta com uma feira de artesanato que liga a rua principal ao terminal rodoviário da cidade. É nesta avenida também que se encontra o Centro de Informações Turísticas Oficial da cidade e seu funcionamento é de segunda a segunda, das 14:00 às 20:00 horas.

Não existe casa de câmbio na cidade. O câmbio pode ser realizado no Banco Nacíon e no Banco Tierra del Fuego durante o horário de expediente (08:00 as 13:00 – segunda à sexta-feira).

Centro de El Calafate - Av. del Libertador General San Martín
Centro de El Calafate - Av. del Libertador General San Martín
Centro de El Calafate - Casino Club El Calafate
Centro de El Calafate - Centro Comercial
Centro de El Calafate - Centro Comercial
Centro de El Calafate - Centro Comercial
Centro de El Calafate - Centro Comercial
Centro de El Calafate - Feira de Artesanatos
Centro de El Calafate - Loja de Roupas
Centro de El Calafate - Farmácia
Centro de El Calafate - Loja de Roupas Esportivas
Centro de El Calafate - Café
Centro de El Calafate - Terminal de Ônibus
Centro de El Calafate - Agência Bancária

 

Considere pelo menos 3 dias inteiros para passear pela cidade, excluindo os dias de chegada e saída. Estes serão suficientes para se conhecer as geleiras realizando os principais passeios do Parque Nacional Los Glaciares:

  • 1 dia para o passeio pelas passarelas do Perito Moreno e visita ao Glaciarium (conhecendo um pouco sobre a história e formação das geleiras);
  • 1 dia para o minitrekking ou para o trekking Big Ice no Glaciar Perito Moreno;
  • 1 dia para a navegação Ríos de Hielo Express, para ver as geleiras Upsala e Spegazzini.

Adicione mais um dia inteiro se quiser incluir um passeio alternativo na sua programação – como visita à uma estancia, tour de 4×4, cavalgada ou para fazer um bate-volta a El Chaltén ou a Torres del Paine.

 

 

 

 


 

 

 


Deixe seu Comentário:

Loading Facebook Comments ...

Deixe um comentário